Ir para página inicial

Destino:
Palavra-chave:
 Hotéis
Cidades:
Check-in:
Check-out:
Quarto:
Adulto(s):
Busca Avançada
Programe as suas férias conosco!
DESTINO DO MÊS

LONDRES

LONDRES

Londres é agitada e vibrante como qualquer metrópole de projeção mundial - seus mais de 12 milhões de habitantes, muitos deles, imigrantes de diversas partes do mundo são responsáveis pelo multiculturalismo da cidade. Por isso, além de rica culturalmente, encontramos ampla gama de restaurantes que representam melhor da gastronomia tradicional de diversos países.

Londres_Inglaterra.JPG

Com seus inúmeros museus e galerias de arte, tornando a cultura mais próxima de qualquer mortal. A agradável Londres com seus parques monumentais e muito além do tradicional chá das cinco, a cidade apresenta um excelente destino para quem quer fazer compras.

O comércio de Londres também é bastante diversificado, encontramos nela antiquários, lojas de grifes, feiras de antiguidade e alternativas, lojas de departamentos, fabulosas livrarias e lojas de CDs. Na verdade, Londres se parece com um grande shopping center ao ar livre.

Londres tem noite efervescente: teatros e concertos, shows de diversos tipos de música e uma cena alternativa bem diversificada.

Em Londres, o contraste entre o tradicional e o moderno é apenas uma justaposição, pois estes conceitos caminham em Londres de mãos dadas. Por isso, Londres se torna destino certo não só para fechar negócios, mas também para adolescentes que querem aprender outra língua e vivenciar outra cultura. Ou simplesmente para você que tem espírito jovem!

Compre um bom mapa, e não se perca! Se precisar, peça ajuda, o Londrino é muito amistoso e não se recusará em ajudar! Em alguns casos, só de te ver consultando um mapa, ele já se prontifica.

Boa viagem e aproveite o seu destino!

» Voltar


ANTES DE IR

VISTOS
Clique aqui e consulte nosso site, na sessão de Vistos.

As melhores épocas para visitar Londres são Julho e agosto são meses de alta temporada. De maio a outubro, o clima é agradável e os jardins ficam realmente lindos. Entre novembro e fevereiro, os dias são mais curtos, frios e chuvosos.

ESTAÇÕES
Primavera:
de março a maio, mas para os nossos padrões, março e abril, com ventos fortes e chuva, o clima ainda é frio. Maio é sem dúvida alguma, o mês mais agradável da estação.
Verão: junho a agosto indo até metade de setembro, geralmente encontramos, dias mais quentinhos e ensolarados. O Londrino fica mais feliz, e comemora!
Outono: setembro a novembro, os parques ficam realmente coloridos.
Inverno: de dezembro a fevereiro, pegando um pouquinho de março. Nesta época, as atrações indoors são o forte da cidade. É a temporada de ópera, teatros, concertos ao ar livre.

» Voltar


CHEGANDO LÁ

Os Aeroportos Internacionais principais de Londres são Heathrow e Gatwick. Mas a capital também é servida pelos aeroportos: London City, Stansted e Luton. De Heathrow, você poderá pegar um trem, ônibus, ou até metrô para o centro da cidade. O Trem Heathrow Express liga a Estação de Paddington ao Aeroporto e o percurso é feito em apenas 15 minutos. De metrô, leva-se em média, 45 minutos, a opção mais barata para se fazer o transfer. Mas lembre-se de que você está carregando malas e terá que subir e descer as escadas do metro ou da estação de trem com elas. Já o Aeroporto de Gatwick, tem um trem que faz o trajeto em 30 minutos, partindo da estação Victoria. A National Express, uma empresa rodoviária que opera em todo Reino Unido, também presta o serviço de transfer dos aeroportos ao centro de Londres. Para aqueles que preferem o conforto e a tranqüilidade na chegada, entrem em nosso setor Monte seu Pacote e solicitem nosso serviço de traslado, podendo ser o regular ou o privativo com acompanhamento de guia falando espanhol ou, se disponível, falando português.

» Voltar


INFORMAÇÕES TURÍSTICAS - COMO OBTER

Todas as informações que você precisa para sobreviver quando estiver em Londres e mais algumas fontes sobre o Reino Unido, como mapas, dicas, folders, endereços, assuntos detalhados e em português, podem ser adquiridos no mais central e multilíngüe Britain Visitor Centre, localizado na 1 Regent Street (Metrô Piccadilly Circus), aberto de segunda a sexta, de 9h às 18h30; sáb e dom, de 10h às 16h.

Também há o Britain Visitor Centre no aeroporto Heathrow, localizado nos terminais 1, 2 e 3 do aeroporto; na saída da estação ferroviária de Victoria; na estação de metrô de Liverpool Street; na loja de departamentos Selfridges, na Oxford Street; na estação de Waterloo.

E se quiser saber mais sobre tudo o que está acontecendo em Londres e arredores, compre a revista Time Out, que sai às quartas-feiras, para conferir toda a programação da cidade.

» Voltar


LIGAÇÕES TELEFÔNICAS

Consulte como fazer ligações do Brasil para Inglaterra e da Inglaterra para o Brasil, na seção DDD, DDI e Brasil Direto aqui mesmo, no nosso site.

Ao ligar para Londres, evite acordar alguém de madrugada, ou mesmo de perder um negócio importante por ter ligado depois do horário comercial. Lembre-se que há diferença de fuso horário que pode variar de 2 a 4 horas, dependendo da época.
Visite nossa seção de FUSO HORÁRIO para mais informação.

Ligando da Inglaterra para o Brasil
Cartões Telefônicos: Vendidos nas newsagents (bancas de jornal), é o meio mais em conta de ligar para o Brasil, os cartões são vendidos por £5, £10, £25, £50 e £100. O preço do minuto é em média, entre £0.20 à £0.05. É parecido com o sistema de cartões para celulares pré-pagos. Você disca o numero de uma central, depois tem que discar o número PIN CODE que aparece quando o cartão é raspado e entra com o numero do Brasil conforme as instruções no verso do cartão.

Call Shops: Existem lojas localizadas na região central, que oferecem o serviço de ligações internacionais, por preços bem mais em conta do que a Embratel ou mesmo British Telecom.

» Voltar


CIRCULANDO POR LONDRES

METRÔ
london tube.jpg
Uma das maneiras mais em conta, rápida e eficiente de andar em Londres é usando o metrô, ou Tube, como os ingleses gostam de chamar, que funciona de 05:30 da manhã até às 24hs de segunda a sábado, e domingo de 07:00 da manhã até 23:00h. O Metrô cobre praticamente todos os bairros da cidade. O metrô de Londres possui passes individuais, ou seja, válido apenas para um trecho (single pass). Mas se você for usar mais de duas vezes o metrô, vale conferir o preço do passe (one day travel card), ou se você for ficar por períodos de 07 dias (weekly travel card) ou o monthly travel card, para quem vai usar o metrô por 30 dias.
Os passes também são aceitos nos ônibus urbanos comuns, que trafegam pela cidade. Note apenas que quanto mais afastado do centro de Londres, mais caras ficam as tarifas, pois o metrô dividiu a cidade em Zonas (da 01 a 06).

É importante saber qual a zona em que você está e qual a zona em que você vai, para comprar o bilhete certo.

Para conhecer Londres mais rápido, pegue a Circle Line, ou a Linha amarela, que passa pelos pontos centrais de Londres, e serve de base para baldeações e transfers.

ÔNIBUS
Os doublé-deckers, os inusitados ônibus de dois andares são integrados ao metrô, ou seja, se estiver usando o Travel card, poderá também servir de passe para o ônibus. Após meia noite, sem a opção do metrô e destes ônibus, funcionam os nightbuses.
Dicas e Sugestões: Para quem vai ficar mais de quinze dias em Londres, sugerimos que depois de bem ambientados e familiarizados com o metrô, aproveitem também os ônibus londrinos, assim, você consegue visualizar melhor a cidade, e não vai ficar apenas vendo Londres pelo “underground” londrino. Mas se estiver com pressa, vá mesmo de metrô. É realmente bem mais rápido, até porque os ônibus de Londres são bem lentos se comparados com a velocidade dos ônibus dos brasileiros.
Outra dica é aproveitar para fazer roteiros a pé, já que em Londres, todas as atrações estão muito próximas uma das outras e em toda a cidade há inúmeras coisas a serem descobertas.
Algumas estações de metrô estão na mesma rua, numa distância pequena, como é o exemplo de Queensway da Central line (linha vermelha) e Bayswater, da district line (linha verde) e circle line (linha amarela). No mapa do metrô, até por estarem em linhas diferentes, leva a pensar que estão distantes. Mas não, elas estão na mesma calçada.

RIO TÂMISA
O principal ponto geográfico da cidade é o Rio Tâmisa, que serpenteia através do centro londrino, dividindo a cidade em duas partes: norte e sul. Na parte central da cidade, estão os mais importantes monumentos, teatros e restaurantes. Portanto, a Circle Line se encontra na parte Norte, onde está situado o centro da capital inglesa.

LONDRES POR BAIRROS
East End: Até poucos anos apresentava forte presença Cockney, agora é um lugar onde encontramos uma mistura de influências culturais mundiais que migraram para Londres, como os Indianos, Mulçumanos, Africanos.

West End: Para clássicos e jovens, oWest End Londrino é uma excelente atração, parte badalada de Londres, já foi tema de música pop britânica, está configurada na parte oeste do mapa do metro, é composto por Soho, Trafalgar Square, Piccadilly Circus, Leicester Square and Regent St.
A terra de Shakespeare tranforma o Teatro em uma das melhores atrações culturais de Londres, fazendo desta arte uma parte do dia a dia da Grã-Bretanha. Ou seja, assistir algumas peças como "Les Miserables" ou "Fantasma da Ópera" ou qualquer outra peça, num dos diversos s teatros do West End é um programa indispensável.

Norte de Londres : Encontramos os bairros interessantes de Islington e Camden Town. Camden Town é conhecida pela sua feira alternativa, com tribos urbanas variadas, lá você vai encontrar legítimos punks, glam-rockers, hippies, clubbers.

Sul de Londres : Encontramos no bairro de Brixton, uma forte subcultura londrina, as paredes grafitadas, numa das partes mais pobres e mais perigosas da cidade.

Kensington
Bairro mais residencial de Londres, Kensington foi escolhido pela realeza, o lugar ainda serve de moradia para alguns duques.
Destaque para o Palácio de Kensington, onde morou a Princesa Diana. Em High Street Kensington, podemos encontrar algumas grifes mundiais.

Knightsbridge
Além de várias mansões, nesta parte de Londres, encontramos lojas famosas como a famosa Harrods, Harvey Nichols.

Mayfair e St. Jame's
Uma área fantástica para ficar em Londres, não apenas por estar no bairro mais badalado de Londres, mas também pertíssimo dos melhores lugares para compras.

PERIGOS:
Tome sempre cuidado com seus pertences, em Londres, existem muitos batedores de carteiras, principalmente nos bares e, neste caso, fique sempre de olho em sua bolsa, e evite deixar seu celular sobre a mesa. Os batedores de carteiras agem no metrô, principalmente quando turistas param para olhar os mapas de localização. Locais de acesso à internet também são pontos visados, pois neles, as pessoas acabam sempre se distraindo, assim como também ao falar ao celular nas ruas. O turista, ao portar material eletrônico como câmeras fotográficas e filmadoras acaba sendo visado. Se for sair à noite, procure saber com antecedência, se haverá ônibus ou metrô circulando no horário da volta, e se realmente não será mais seguro tomar ou reservar um taxi black cab, são mais caros do que os mini-cabs (motoristas free-lancers), porém mais seguros, já que a frota e os motoristas são registrados pelo governo. Outra solução para quem sai a noite são os ônibus noturnos, os nightbuses.
Outra sugestão muito importante, é viajar sempre portando um bom seguro de viagem. Não se esqueça de que estamos sempre, e em qualquer lugar do mundo, suscetíveis a acidentes. Nessas horas, até em caso de uma simples dor de dente, ou extravio de bagagem, é muito bom ter esse tipo de cobertura. Solicite informações através de nosso link
Fale com a SKY ou consulte nossos agentes sobre planos de seguro viagem que estejam de acordo com suas necessidades. No geral, Londres é uma cidade segura, mas como toda cidade grande, os subúrbios têm os seus perigos. Fique atento apenas nas áreas mais afastadas do centro, South London, principalmente, é uma área pobre, e apesar disso, em Brixton, como em todo bairro pobre, há uma subcultura vibrante, aconselhamos ir com mais atenção nessas áreas. Evitar ir desacompanhado e muito tarde.

» Voltar


ONDE IR

VISÃO PANORÂMICA

THE LONDON EYE

london-eye-wheel.jpg
A maior roda gigante da Europa, com impressionantes 135 metros de altura, está situada à beira do Rio Tamisa, margem oposta ao Palácio de Westminster. Uma hora e meia de tirar o fôlego com uma visão deslumbrante de Londres. Alguns podem achar a idéia High tech demais, mas a construção é elegante e só tornou mais charmosa a paisagem de Londres. É a maneira mais moderna e divertida de ver a cidade.
British Airways London Eye: Jubilee Gardens, South Bank, SE1.
Metro: Waterloo ou Embankment. Tel: 0870 5000 600.
Diariamente, das 9h as 22h (de abril a outubro) e das 9h as 18h (verifique se ainda está montada).

PRINCIPAIS PONTOS TURÍSTICOS

PALÁCIO DE BUCKINGHAM
Construída em 1705, como uma casa para moradia do Duque de Buckingham, e depois reconstruída como um castelo para moradia da Rainha Vitória em 1913. Atualmente é moradia da Rainha Elizabeth. Diariamente acontece a troca da guarda às 11h, exceto domingos (10h) e no inverno, em dias alternados.
london bucking.jpg

ABADIA DE WESTMINSTER
Localizada ao sul do Parlamento, esta antiga abadia beneditina é um exemplar de grande representatividade da arquitetura medieval, num estilo gótico Anglo-Francês. Local de várias cerimônias reais, a Abadia ambientou a Coroação da Rainha Elizabeth II em 1953 e o funeral da Princesa Diana em 1997. O túmulo das Rainhas Elizabeth I e Mary Stuart, além de outros memoráveis ingleses estão enterrados lá, como o físico inglês Isaac Newton.

CASAS DO PARLAMENTO E BIG BEN
Esta edificação neo-gótica ocupa uma área de 3 hectares possui 1100 salas, e uma média de 10 pátios. Algumas de suas salas mais importantes são a da Câmara dos Comuns onde acontece os debates do governo. Os membros do governo, junto com o primeiro-ministro sentam-se a direita do presidente e os membros da oposição, sentam-se a esquerda do presidente. Em meados de Novembro, na Câmara dos Lordes, outra parte importante desta construção, a Rainha abre a Cerimônia do Parlamento, discursando sobre os planos do governo. Este evento é muito importante na Inglaterra, mas não é aberto ao público. Próximo à entrada dos Membros do Parlamento, está o Big Ben, um sino de 14 toneladas colocado em 1858 que toca a cada hora, e acompanhado de quatro sinos menores que soam a cada 15 minutos, que desde sua implantação, nunca atrasou.

CATEDRAL DE SÃO PAULO (ST. PAUL'S CATHEDRAL)
Foi a primeira igreja protestante construída em Londres, após o grande incêndio que destruiu a cidade inteira, a catedral ficou em ruínas. O casamento da Princesa Diana com o Príncipe Charles foi celebrada nesta fabulosa catedral, dentre outras cerimônias da realeza. A vista da Cúpula é belíssima e a Galeria dos Sussuros tem uma poderosa acústica: um sussuro é ouvido do outro lado do domo.

TORRE DE LONDRES
Construída no século XIII, serviu de Fortaleza e Palácio Real, mas é mais conhecida como o lugar onde traidores da coroa eram executados. Em suas masmorras, o testemunho do sofrimento de nobres, tanto reis quanto rainhas.
As jóias da coroa também estão expostas lá.
Destaque para os 'Beefeaters', que são os guardas oficiais da casa real, e para os corvos, sobre estes nobres habitantes, uma lenda: um Beefeater tem que manter sete corvos no jardim da Torre, já que reza a lenda de que se houver corvos em menor número, uma tragédia aconteceria com a Família Real.

PASSEIO PELO RIO TAMISA
Ótima maneira de ver Londres, de um ângulo raro. Os Barcos saem a cada 20 minutos/meia hora do pier de Westminster (metrô: Westminster) e de Charing Cross (metrô: Charing Cross ou Embankment). Há vários tipos de passeios, vale a pena conferir.

DAY - OUT
Se você quiser conhecer um pouquinho mais sobre a Inglaterra, existe um cardápio de várias excursões de um dia a cidades e pontos turísticos fora de Londres.
O Castelo de Windsor - favorito da rainha Elizabeth II, as históricas cidades universitárias de Oxford e Cambridge, Stratford-Upon-Avon (a charmosa cidade de William Shakespeare), o monumento Druida em Stonehenge, o Castelo de Warwick, e a cidade romana de Bath, valem a visita. Em alguns roteiros, pode se combinar as rotas. Consulte em nosso site diversos circuitos regulares saindo de Londres onde se pode visitar essas cidades e inclusive visitar a Escócia e a Irlanda.

PARQUES

Os mais famosos são os Parques Reais: Regent´s Park, Hyde Park, Kensington Gardens, Holland Park, St. James´s, Green Park, Hampstead Heath, Greenwich, Richmond e Kew Gardens.

PARQUES IMPERDÍVEIS

Hyde Park

inglaterra_hyde_park_2.jpg

Antes de se tornar parque público, era usado por Henrique VII para suas caçadas. O Serpentine é um lago artificial onde você poderá nadar ou até alugar um barco, em dias mais frios. O parque já foi palco de duelos, shows, concertos, e bem próximo ao Marble Arch, está a Speaker’s Corner, local onde qualquer um pode subir em um caixote e discursar para o público passante sobre qualquer assunto.

Regent Park
As atrações do parque são o zoológico e o Queens Mary’s Rose Gardens um jardim com rosas que tornam esta parte do parque perfumadíssima. Há ainda barcos para aluguel, e o Open Air Theatre, que apresenta diversas peças de Shakespeare no verão.

St.James Park
Foi projetado no século XVIII, no coração de Londres, ocupa 23 hectares. Em seu lago existem mais de 40 espécies de aves aquáticas.

Kensington Gardens

Continuação do Hyde Park e cobrindo uma área de 111 hectares, o elegante Jardim do Kensington Palace, residência real onde viveu a Princesa Diana. O parque é composto por avenidas formadas por magestosas árvores, Kensington Gardens é um jardim Italiano, e nele está localizado o Albert Memorial e o Diana Memorial Playground, uma excelente atração para crianças.

Greenwich Park
Importante por ser dissecado pela linha do meridiano Greenwich, marcado pelo Royal Observatory Greenwich. Este parque existe desde os tempos Romanos, apesar de estar bastante associado à realeza Britânica. Localizado no topo de uma colina, dá para ter uma pequena vista de Londres, e há também um lado selvagem, já que é habitado por cervos, raposas e pássaros.

MUSEUS E GALERIAS

Algumas destas atrações possuem entrada gratuita.

Museu Britânico
londresbmus.jpg
O mais velho museu do mundo, é responsável por um acervo de mais de 6 milhões de peças, iniciada com a compra do acervo de objetos e antiguidades do Sir Hans Sloane, em 1753. Sua construção atual data de 1847. Muitas das obras do Museu Britânico foram tiradas dos seus países de origem, com o intuito de receber constante restauro e atenção por especialistas britânicos. Alguns países já solicitaram suas obras de volta, mas a Inglaterra respondeu que no Museu Britânico elas teriam o devido cuidado que não teriam em seu país de origem. Manuscritos, pinturas e raridades arqueológicas são exibidos neste museu. Não dá para conhecer o Museu num dia só, então é bom selecionar as sessões do seu interesse. Pontos de grande interesse: Pedra de Roseta, As múmias do Egito e os Sarcófagos, o ‘Elgin Marbles’ retirados do Parthenon na Grécia. Endereço: Great Russell Street, London, WC1 - Aberto das 10:00 am – 17:00 pm, de Segunda à Sábado e das 14:30 pm às 18:00 pm aos Domingos. Metrô: Tottenham Court Road Station.

Geffrey Museum
Abriga uma coleção que reproduz interiores de casas , seus móveis e objetos, e a evolução dos destes e dos costumes domésticos desde 1600 até os dias atuais. Além de um jardim de ervas onde você poderá aprender um pouco do uso das ervas na história da medicina e na cozinha.
Endereço: Kingsland Road
London - E2 8EA
+44 (0)20 7739 9893
Metro: Old Street / Liverpool Street

National Gallery
No fundo da linda Praça Trafalgar, o museu é imperdível por sua maravilhosa coleção de pinturas de grandes mestres dos séculos 13 ao 20., como Van Gogh, El Greco, Michelangelo e Leonardo da Vinci.
Endereço: Trafalgar Square, WC2.
Metrô: Charing Cross.
Tel: 020 7747-2885.
Aberto diariamente, das 10h às 18h (às quartas, até 21h).

National Portrait Gallery
Fundada em 1856 tem uma coleção de aproximadamente 10.000 imagens de britânicos famosos, mantem um registro único de pessoas que criaram história e a cultura da Grã Bretanha. Esta coleção é composta de desenhos, pinturas, esculturas, caricaturas, bustos, fotografias e miniaturas. Uma coleção deste tipo é a mais importante mundialmente.
Metro: Charing Cross / Leicester Square
Endereço: 2 St Martin's Place - London WC2H 0HE
Tel: 020 7306 0055

Tate Gallery
Aqui você vai encontrar a coleção de artistas nacionais, uma coleção composta por pinturas e esculturas do século 20. O pintor Turner é destaque permanente em uma das salas da Tate.
Endereço: Millbank, SW1.
Metrô: Pimlico.
Tel: 020 7887-8000.
Aberto diariamente, das 10h às 17h50.

Tate Modern
O melhor da arte contemporânea, a Tate Modern é filiada a Tate Gallery.
Endereço:Bankside - London SE1 9TG
Metrô: Southwark (linha Jubilee) e Blackfriars (District and Circle Lines) são as estações mais próximas, porém, até chegar a Tate, leva-se 10 min. caminhando. Telefone: 020 7887 8000
Aberto de Domingo a Quinta das 10.00 às18.00h.
E de Sexta a Sábado, das 10.00 às 22.00h.

Museu de História Natural
london earthling.jpg
O Museu de História Natural é uma opção que agrada todos os tipos de pessoas, inclusive agradará em cheio as crianças. Este museu é uma expansão da coleção de obras naturais que eram do Museu Britânico. O Museu está agora sediado em South Kensington, numa construção Gótica belíssima. O amplo museu, apresenta uma coleção que aborda pré-história, animais, com o destaque para uma seção dedicada aos dinossauros, alguns deles, são mecanizados. Uma das partes que também interessará a todos, é uma simulação de um terremoto: o chão balança, o barulho de objetos atirados ao solo. Outras partes de grande relevância do museu ressaltam proteção ambiental global, meio ambiente,botânica, zoologia. Há também o imperdível o Earth Galleries, que conta a história do nosso planeta.
Endereço: Cromwell Road, London, SW7
Aberto de Segunda a Sábado das 10:00am às 17:50pm e aos Domingos das 11:00am até às 17:50 pm.
Metrô: South Kensington - Tel: (020) 7942 5000

Victoria and Albert Museum
London VA.jpg O Museu forma um corredor cultural juntamente com o Museu de História Natural. O V&A, como também é conhecido, é um museu inteiramente dedicado à arte e ao design. Cerâmicas, modas, móveis, arte em metal e vidro, joalheria, ainda possui uma galeria dedicada à Asia. No mesmo museu, mostras de caligrafia fazem contraponto com o moderno Grafitti.
A parte de indumentária do museu é muito interessante, o V&A também abriga em suas mostras, grandes estilistas contemporâneos, como Viviene Westwood.
Endereço: Cromwell Road - SW72RL. Aberto diariamente das 10:00 am até às 17:45. Nas Quartas-feiras e última Sexta-feira de todos os meses, o funcionamento vai até às 22h. Tel: (020) 7942 2000. Da estação de Metrô South Kensington até o Museu, há um túnel que liga exclusivamente estes dois pontos.

Museu da Guerra - Imperial War Museum
Algumas obras são interativas, réplicas de um campo de batalha do início do século passado, como trincheiras e reproduções de bombardeios. Inaugurado em 2000, este museu aborda os principais conflitos mundiais, e também amplia o entendimento da história da Europa. As obras são também alguns registros em livros, filmes, pinturas, gravações, amostras de tanques de guerra, armas. Destaque para uma exibição sobre o Holocausto, que reproduz e explica o por quê deste fato, certamente ser o que mais chocou a humanidade.
Metrô: Waterloo Station
Endereço: Lambeth Road, London, SE1
Aberto diariamente das 10:00 am as 6:00 pm
Tel: (020) 7416 5000

Museu de Londres - Museum of London
A história da cidade, como tudo começou, desde a era Romana, as invasões vikings, a dinastia Tudor até o século atual. Destaque para a mostra da joalheria Elisabetana e o “Great Fire of London” - Um grande incêndio que destruiu a cidade quase toda, um marco na história Londrina.
Metrô: Barbican Station
Endereço: 150, London Wall
Tel: 0870 444 3851
Aberto de Segunda a Sábado das 10 am até as 5.50 pm.
Domingo das 12:00 pm até 5:50 pm.

Museu da Ciência - Science Museum
Excelente para crianças e adolescentes. Neste museu, além de mostrar em sua parte mais histórica, o inicio da Revolução Industrial, temos, em sua maioria, peças que estão diretamente relacionadas com o desenvolvimento tecnológico e com o que o próprio nome aponta: com a Ciência.
O museu abriga uma área totalmente dedicada para as crianças. São jogos interativos, brincadeiras que estimulam a apreensão e conhecimento de importantes fundamentos de física e ciência: Toda a história sobre vôos e sobre movimento, astronautas e viagens espaciais, uso da tecnologia digital e o ciclo da vida: as células, crescimento e desenvolvimento, envelhecimento e imunidade. Destaques no Museu: Antigos trens a vapor, a primeira fotografia de Edson, uma cápsula espacial da Apollo 10. O museu também possui o IMAX, um cinema com tela e equipamento especial, para a reprodução de filmes 3D. Veja, toque, experimente e compreenda as maiores invenções científicas, na mais nova sessão do museu: “Wellcome Wing”. Parte interativa, onde você pode envelhecer trinta anos em dez segundos, ou mudar de sexo, criando uma nova identidade.
Endereço: Exhibition Road, London, SW7
Aberto diariamente das 10:00 am às18:00 pm
Tel: 0870 870 4868


OUTRAS ATRAÇÕES INTERESSANTES

Royal Academy of Arts
Com uma programação itinerante, a Royal Academy é uma das mais finas e conceituadas galerias de Londres Para saber mais sobre o que acontece lá, sugerimos que você consulte a revista TIME OUT
Endereço: Burlington House - Piccadilly W1J0BD
Tel: 020 7300 8000
Metrô Piccadilly Circus – saltar na Estação de Piccadilly , na direção da Green Park.

The Saatchi Gallery
A galeria Saatchi é para aqueles que querem conhecer um pouco mais sobre o que acontece na moderna Arte Contemporânea Britânica. A Galeria Saatchi sempre buscou promover jovens artistas inovadores. A coleção Saatchi ficou mundialmente famosa nos anos 90, quando apresentaram na Royal Academy, uma exposição chamada Sensation: Young British Artists from the Saatchi Collection, criando polêmica em torno do conteúdo das obras de arte expostas.
Endereço: County Hall - Southbank SE1 7PB
Tel: (0)20 7823 2363
Metrô: Waterloo – siga pela South Bank, saída 06, vire a direita e siga pelo Caminho do Tâmisa.

Museu de Cera - Madame Tussaud

museu_tussaus_2.jpg

Há quem pense que o museu seja de gosto duvidoso. Trata-se de uma atração para todas as idades, inclusive crianças. Neste museu, bonecos são obras de arte: Políticos, cantores, atores, modelos, personalidades. O Madame Tussaud de Londres é o maior e mais completo museu de cera. Tendo filiais também em Las Vegas, Nova York, Amsterdam e Hong Kong. Dentre as atrações estão o Cantor Lírico Pavarotti, Brad Pitt, Naomi Campbell, Madonna, Michael Jackson e até Airton Senna. Personalidades que ficaram conhecidas por suas atrocidades, lidas nas manchetes dos jornais, também são retratas, como Jack, o estripador, na sessão chamada de Câmara dos Horrores. Nesta sessão, há uma reprodução dos cenários dos seus crimes, ruas escuras e sombrias na antiga Londres. Mas, nada que dê muito medo.
Endereço: Marylebone Road
Tel: 0870 400 3000
Metrô: Baker Street.

London Planetarium
Ideal para toda a família, porém crianças abaixo de 05 anos não podem entrar.
O Planetário de Londres mostra toda a história do Universo, fica ao lado do Museu de Cera Madame Tussaud. Duas atrações imperdíveis para as crianças.
Endereço: Marylebone Road, NW1
Tel: 0870 400 3000
Metrô: Baker Street.

Museu da Infância
Como o nome já diz, é uma excelente opção para as crianças. Uma magnífica coleção de brinquedos de abrangência mundial, incluindo bonecas, casas de bonecas, jogos, marionetes e vestuário infantil.
Também possui atividades infantis nos feriados e finais de semana. O Museu Nacional da Infância é uma parte do Museu Victoria & Albert.
Endereço: Cambridge Heath Road -E29PA
Tel: (020) 8983 5200
Metrô: da Estação Bethnal Green é só seguir a sinalização do museu.

» Voltar


ANTES DE IR

DADOS GEOGRÁFICOS
Área: 1,572 Km2
População: 12 milhões de habitantes
Número de Distritos: 33 incluindo a City of London
Hora Local: GMT/UTC 0 (Greenwich)
Código local telefônico: 020.

CLIMA E ESTAÇÕES
Primavera: de março a maio, mas para os nosso padrões, março e abril, com ventos fortes e chuva, ainda são frios. Maio é sem dúvida alguma, o mês mais agradável da estação.
Verão: junho a agosto, geralmente encontramos até metade de setembro, dias mais quentinhos e ensolarados. O Londrino fica mais feliz, e comemora! Outono: setembro a novembro, os parques ficam realmente coloridos. Inverno: de dezembro a fevereiro, pegando um pouquinho de março. Nesta época, as atrações indoors são o forte da cidade. É a temporada de ópera, teatros, shows e concertos.

HISTÓRIA

Datas de alguns dos principais eventos da história da Grã-Bretanha
55 e 54 a.C.: expedições de Júlio César ao Reino Unido.
43 d.C.: inicia-se a conquista romana, sob o comando do Imperador Cláudio, que constrói ainda a primeira ponte de Londres. Assim nasce Londinum.
200: Construção da Muralha da City.
409: retirada do exército romano
450 em diante: Reinos Anglo-saxões são fundados.
604: Rei Etelberto constrói a St. Paul’s
789-795: inicio dos ataques Vikings.
884: o Rei de Wessex assume o poder: Alexandre, o Grande.
1014: O Escandinavo Olaf, derruba a Ponte de Londres para tomar a cidade.
1042: Inicio do Reinado de Eduardo, o Confessor..
1066: A derrota de Harold Godwinson em Hastings, por Guilherme I - o Conquistador que assume o trono.
Londres é escolhida como Capital da Inglaterra, por ocasião da Invasão Normanda.
1176: Inicio da construção da Ponte de Londres.
1240: Em Westminster, reunião do primeiro Parlamento.
1337: Inglaterra e França iniciam a Guerra dos Cem Anos.
1348-1349: Um terço da população da Inglaterra é dizimada pela peste bubônica, (Morte Negra)
1381: A revolta dos Camponeses é derrotada.
1397: Richard Whittington torna-se prefeito.
1534-1540: Inicio da Reforma religiosa inglesa; Henrique VIII rompe com o Papa.
1535: Sir Thomas Morus (Chanceler do Reino) de Henrique VIII da Inglaterra, um dos grandes humanista do Renascimento é executado, acusado de traição ao Reino.
1536: Ana Bolena, segunda esposa de Henrique VIII é executada.
1536-1542: A integração legal e administrativamente da Inglaterra e do País de Gales (os Atos de União), e cedem ao País de Gales o direito de ter representação no Parlamento.
1547: Henrique VIII morre e é sucedido por seu filho, Eduardo VI.
1553: Morte de Eduardo VI, sucessão de sua prima, Jane Graye que governou apenas por 9 dias e logo foi executada como traidora do Reino, por Maria I, irmã de Eduardo VI, assumindo o trono e sendo a nova sucessora de Eduardo.
1558: Morte de Maria I e Elizabeth a sucede. Inicio da Era Elizabetana, que impulsionou o nascimento do teatro inglês.
1603: Morre a Rainha Elizabeth, e sobe ao trono Jaime I. (Fim da Era Elisabetana).
1625: Morre Jaime I e assume Carlos I, seu filho.
1649: Execução de Carlos I e criação da Commonwealth. Oliver Cromwell, político britânico, assume e põe fim ao poder absoluto da monarquia britânica.
1660: A monarquia é restaurada sob o reinado de Carlos II.
1666: O Grande Incêndio que destruiu Londres.
1685: Com a morte de Carlos II, e ascende o católico Jaime II.
1688: Rei Jaime é deposto. William de Orange, o protestante, assume.
1707: União entre a Inglaterra e a Escócia.
1714: Rei George inicia a Era Georgiana. Os arquitetos John Nash e John Soane modelam as casas de Londres com estilo, seguidos por pintores, escultores, artesãos e músicos.
1721-1742: Primeiro Primeiro-Ministro britânico: Robert Warpole.
1727: George II assume o reinado.
1760-1830: Sobre o reinado de George III, inicia-se o período da Revolução Industrial.
1801: Ato de União -a Grã-Bretanha e a Irlanda unidas.
1811: George III enlouquece. Agora, seu filho George, torna-se principe regente.
1820: George III morre e o até então principe, assume o reino como Rei George IV.
1830: Morre George IV e inicia-se o reinado de seu irmão, Guilherme IV.
1833: Abolida a escravidão no Império Britânico (o comércio de escravos já havia sido abolido em 1807).
1837: A Rainha Vitória assume, e inicia-se a era de Londres Vitoriana.
1861: Morte do príncipe Alberto.
1901: Morre Rainha Vitória, e Eduardo VII inicia seu reinado.
1910-1936: O Império Britânico atinge sua maior extensão territorial, durante o reinado de George V, agora, sucessor de Eduardo VII.
1936: Morre George V, sucedido por seu filho, Eduardo VIII, que abdicou ao trono para com uma americana divorciada, Wallis Simpson. George VI sobe ao trono.
1940: Winston Churchill torna-se primeiro ministro britânico.
1948: Cuidados médicos gratuitos para toda a população – inicia o Serviço Nacional de Saúde. Londres sedia os Jogos Olímpicos.
1952: Morre George VI, sua filha, Rainha Elizabeth II é coroada, é a rainha presente, seu aparente Herdeiro será o Principe Charles, ou Principe de Gales. em sua sucessão, está seu filho, Principe William, filho da Princesa Diana.
1973: União Européia: o Reino Unido passa a fazer parte da Comunidade Européia.
1979-90: Reino Unido é das Mulheres: Margaret Thatcher é a primeira mulher no cargo de Primeiro-Ministro do Reino Unido.
1997:: O Partido Trabalhista volta ao poder com a maior representatividade parlamentar de todos os tempos nas Eleições Gerais. Morre a Princesa Diana em acidente automobilístico na França.
2001: Eleições Gerais: o Partido Trabalhista permanece com em maior número, no Parlamento.

DADOS ECONÔMICOS:
Sendo um dos 3 principais centros financeiros do mundo, e o principal da Europa, é líder nas negociações em Euros, mesmo não sendo esta a moeda usada no Reino Unido. Em Londres existe mais de 480 bancos estrangeiros, Londres emprega mais de 300.000 pessoas em sua região central, gerando uma renda líquida de £30 bilhões no exterior. Tendo uma importante presença em diversas áreas, destacamos também o setor manufatureiro. A pecuária formada por rebanhos ovinos e bovinos são comuns nas áreas montanhosas, o que faz da indústria de laticínios a mais comum na região oeste da Inglaterra. Nas regiões leste e sul estão desenvolvidos a criação de porcos, aves e horticultura.

QUANTO CUSTA EM LONDRES – UMA ESTIMATIVA DE PREÇOS:
Refeição em um Pub - £6 - £10
Refeição em um Restaurante - £12 - £20
Chá da Tarde - £20+
Cerveja (uma porção) - £2.50 - £3
Garrafa de vinho - £10
Cinema - £7-£10
Teatro em West End - £25+
Entradas em Clubes e Pubs - £5 - £20
Concertos – Musica ao vivo - £10+
Revista Time Out – £ 2,35 +
Hot Dog + Refrigerante - £ 4,00
Tarifa de Metrô por dia - £4,70
Um café e um donut - £ 2,00

LINGUA FALADA: Inglês Britânico

MOEDA E CÂMBIO
A moeda do Reino Unido é a Libra esterlina ou Pound – simbolizada pelo £.
A Libra é divisível em 100 pence (p).
As notas são £50 (vermelha), £20 (violeta), £10 (marrom) e £5 (azul).
Também existem notas bancárias adicionais, emitidas pelo Banco Escocês que também são legais em todas as partes do Reino Unido.
As moedas são configuradas em £2 (dourada e prateada), £1 (dourada), 0.50p (prata), 0.20p (prata), 0.10p (prata), 0.05p (prata), 0.02p (cobre), 0.01p (cobre).
Há milhares de casas de câmbio espalhadas por toda Londres, como a Thomas Cook. Atenção aos quiosques nos fundos de algumas lojas, oferecendo o melhor câmbio em troca de notas falsas ou antigas. Para conversão de moedas, acesse o conversor de moedas do nosso site.


HORÁRIO BANCÁRIO
Os bancos possuem um horário de atendimento que pode variar, mas em média, eles abrem das 10h da manhã às 04:30min. da tarde.


ALIMENTAÇÃO
Café da Manhã – Os ingleses comem de manhã fritada de ovos, bacons, arenques, salsichas e cogumelos, terminando com torradas com manteiga e geléia, acompanhando um chá inglês autêntico, ou um café. O prato rápido mais popular do Reino Unido é o peixe com fritas (fish & chips).


ATIVIDADES DOS NATIVOS
A atividade cultural preferida é o cinema.
A saída mais comuns dos Britânicos é ir ao pub.
A atividade física mais praticada é a caminhada, obviamente pelos parques maravilhosos espalhados pela cidade. Em segundo lugar, está o bilhar para os homens e o yoga (influências indianas) ou a ginástica para as mulheres. Serviço voluntário não remunerado é praticado por uma em cada cinco pessoas, anualmente.

CODES (códigos de conduta)
Cumprimentos: Diferente dos brasileiros que gostam de cumprimentar com os dois beijinhos, os ingleses em geral, não gostam de muito de contato físico, a não ser que já tenham uma relação mais intima, como amizade ou afetiva. Portanto, nas apresentações ou primeiro contato, eles usam um aperto de mão. Não há o costume de tocar o interlocutor enquanto conversam. Mas existem exceções.

Conversas: Os ingleses preferem falar do tempo quando não conhecem muito bem o seu interlocutor, eles também gostam de iniciar suas conversas perguntando “Onde você trabalha” ou “O que você faz”, ou até falar sobre o tempo, mas nada muito pessoal ou intrusivo. Eles evitam assuntos como religião, política ou sexualidade nestas ocasiões. A ironia está sempre muito presente no humor britânico. É muito fácil ver um inglês ironizar outros ingleses, ou a própria Inglaterra, mas eles não gostam de ouvir essas ironias quando faladas por estrangeiros.

Pontualidade: é mais um traço marcante na cultura britânica. Diferente da cultura brasileira, lá não existe arredondamento de minutos, portanto, se o seu trem estiver marcado para 10:08 (o que realmente pode acontecer), ele partirá pontualmente neste horário. Se o Big Ben nunca atrasou, os ingleses não vêem com bons olhos, atrasos, perdas de prazos, e não comparecimento aos encontros.

» Voltar


CURIOSIDADES

Clique aqui para conhecer outras curiosidades de Londres!

» Voltar


E-mail:
Senha:
 » Esqueci minha senha
 » Quero me cadastrar!
Palavra-chave:
Converse com outras pessoas sobre lugares interessantes, dicas de viagem e muito mais.
Cadastre seu e-mail para receber avisos de ofertas:
Copyright 2004 SKY Turismo. Todos os direitos reservados. - Reg. Embratur: 00809.00.41-3
Agência: Av. das Américas, 1155 / 17° andar, Ed. Barra Space Center, Cep.22631-903 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro
Central de Atendimento:(21) 2532-0310, (21) 3575-7878 - Fax: (21) 2533-3643
Atendimento em outras capitais: 4004 0435 ramal 72027
Desenvolvido por Mídia 3 - Soluções para Internet